Corte Alemã reitera direito do Governo em Monitorar a Cientologia

Jornal International Herald Tribune

Corte Administrativa da Alemanha reafirma direito do Governo alemão em monitorar a Igreja da Cientologia

Associate Press (12 de fevereiro de 2008)

Berlim: Uma corte administrativa Alemã reiterou na terça-feira uma decisão de uma corte inferior que permite os serviços de inteligência doméstica monitorem as atividades da filial Alemã da Igreja da Cientologia.

A Alta Corte Administrativa da Rhine-Westphalia do Norte, em Muenster, disse que haviam informações suficientes para permitir que as agências de inteligência mantivessem a organização sob observação.

“Há indícios concretos que de que o reclamante (Cientologia), bem como seus membros, mantém ambições contra a livre, democrática ordem básica,” disse a corte em suas declarações.

A corte disse, entretanto, que “deixou em aberto especificamente se a Cientologia é considerara uma organização religiosa,” dizendo que esse assunto não influenciava na decisão.

Sabine Weber, porta-voz da Igreja da Cientologia na Alemanha disse que o grupo iria apelar da decisão.

“Nós certamente iremos para a Corte Administrativa Federal,” disse Weber, que é domiciliada em Berlim, à The Associated Press por telefone após o anúncio da decisão.

“Nós estamos confiantes que a igreja irá prevalecer ao final da mesma forma que ela já ganhou duas decisões finais na Alemanha, a respeito deste mesmo tema,” disse Karin Pouw, a diretora de relações públicas da Igreja da Cientologia Internacional, baseada em Los Angeles, California, em uma declaração enviada por e-mail para a AP. “Apesar das investigações intrusivas e perseguições de Cientologistas por mais de 10 anos, nem um pedaço de prova foi descoberto para justificar esta investigação motivada por política.”

Em março de 2003, a igreja levou as autoridades alemãs para a corte na tentativa de impedir qualquer monitoramento futuro. A igreja argumentou que “Cientologia é uma comunidade religiosa e não possui nenhuma ambição anti-constitucional,” disse a corte na terça-feira.

Em novembro de 2004, uma corte de Cologne afirmou o direito do governo de continuar a vigilância.”Há indícios concretos de que as atividades da Cientologia visam implementar o programa da Cientologia na Alemanha e para expandir mais e mais os princípios da Cientologia no governo, economia e sociedade,” a corte de apelação disse em sua decisão de terça-feira, com especial observação em Berlim.

A igreja tem lutado longamente para acabar com a vigilância, dizendo que é um abuso da liberdade de religião. Executivos da igreja apontam para diversas decisões de instâncias inferiores em favor da sua liberdade de crença na Alemanha como uma organização religiosa.

O Departamento de Estado dos Estados Unidos regularmente critica a Alemanha em seu Relatório Anual de Direitos Humanos pela sua prática de monitoramento.

Altos Oficiais de Segurança da Alemanha reiteraram em dezembro que eles consideram a Cientologia estar em conflito com os princípios da Constituição e requisitaram que oficiais do estado iniciassem a coleta de informações para avaliar se eles têm provas suficientes para buscar o banimento da organização.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s