Igreja da Scientology desafia Instituto Médico Legal em caso de Suicídio

Fonte: The Australian
Sarah Elks | 23 de Outubro, 2009

A Igreja da Scientology recusou-se a entregar documentos exigidos pelo Instituto Médico Legal australiano que está investigando a morte de um soldado que cometeu suicídio dois dias após concluir um dos cursos intensivos da Scientology.

Na data de ontem, descobriu-se que a sede norte-americana da Scientology mandou sua filial australiana encaminhar o “arquivo de audição” para os Estados Unidos — que fica fora da jurisdição do instituto médico legal — antes da emissão dos mandados de busca.

Edward Alexander McBride foi encontrado eletrocutado e enforcado (a causa da morte foi a eletrocussão) na estação Energex, no Parque Everton, Brisbane, Austrália, no dia 7 de fevereiro de 2007. O soldado, que estava lotado no quartel Enoggera de Brisbane, estava de folga naquela época e atendendo a cursos integrais da Scientology por aproximadamente um mês.

Um inquérito sobre sua morte descobriu que ele era considerado solitário e constantemente provocado pelos seus colegas de farda, porém isso não teria gravidade suficiente para levar McBride a tomar uma decisão de suicidar-se.

McBride pagou AU$ 25.000,00 pelos cursos e concluiu o último dois dias antes de sua morte.

No inquérito interno apresentado na semana passada, o médico legal John Lock disse que foi naquele momento (conclusão de seus cursos) que “algo estranho aconteceu”.

O Dr. Lock informou os pedidos feitos por ele e pela Polícia a Scientology para ter acesso ao arquivo de audição de McBride foram infrutíferos.

“Arquivos de audição e ética que poderiam ter registrado informações pessoais… apesar dos pedidos formais, não foi apresentado no inquérito,” escreveu Dr. Lock, observando que as ações da filial australiana em transferir o arquivo não foi ilegal pois foi feito antes da emissão dos mandados.

“O Sr. McBride mudou de atitude em algum momento após a tarde de 5 de fevereiro de 2007, e esses arquivos podem muito bem ter alguma informação que ajudaria no inquérito para determinar o que aconteceu,” disse ele.

O Dr. Lock disse que as autoridades da Scientology na Australia aparentavam seguir ordens do quartel-general nos Estados Unidos. “Essas atitudes demonstram uma clara interferência por decisão deliberada (da Scientology norte-americana) em não apresentar o arquivo de audição”, ele disse.

Nos dias que antecederam a morte de McBride, membros da igreja tentaram contactá-lo repetidamente em seu telefone celular, e mandaram mensagens de texto e de voz mencionando uma “audição” e “LHR” — uma referência ao fundador da Scientology L. Ron Hubbard.

O médico legal disse que aparentemente McBride havia expressado sua vontade em dar um tempo até que ele recuperasse apenas interações positivas com a Scientology. “Ficou claro para mim que aquele grau de pressão e o montante de contatos por parte de membros da Scientology durante aqueles dias são indicativos de que alguma coisa a mais além de simples preocupações em concluir um processo administrativo ao final de seus cursos,”, disse o Dr. Lock.

A porta-voz da Scientology na Austrália, Vicki Dunstan disse que o arquivo de audição foi encaminhado para a “igreja mãe” nos Estados Unidos antes da filial australiana receber um pedido do médico legal, mas informa que o arquivo não esclarece o estado mental de McBride ou o que o levou a suicidar-se.

O médico legal informa que o suicídio de McBride não era “razoavelmente previsível” para sua família, para a Força de Defesa Australiana ou pelos membros da Scientology.

Advertisements

2 thoughts on “Igreja da Scientology desafia Instituto Médico Legal em caso de Suicídio

  1. Gostaria de elogiar o blog, acho muito importante esse espaço de divulgação dos perigos da cientologia. Parabéns, continuem com o bom trabalho!

  2. perspectiva de uma pessoa imparcial:

    muahuahuahuahauhauhauhuha
    Quantos milhares de pessoas já não se suicidaram depois de sessoões com psiquiatras…? E não sei quanto a vocês, mas eu nunca vi um psiquiatra ser intimado a dar os documentos das sessões com seu paciente depois que o mesmo se suicida! hehehe, fala sério.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s