Atriz Leah Remini, de “King of Queens”, abandona a seita da Scientology

Clique AQUI para abrir o índice dos posts mais importantes a respeito da organização criminosa chamada Cientologia (Quem foi seu fundador L. Ron Hubbard, O Grande Segredo da Cientologia, Operações Criminosas Conduzidas pela Organização)

Image

A atriz norte-americana Leah Remini abandona a seita da Scientology após anos de “interrogatórios” e “lavagem cerebral”, de acordo com suas próprias palavras.

Isso é importante para provar que nunca é tarde, mesmo para ela que já havia atingido o nível OT V.

Após sua saída, Leah Remini levantou novos questionamentos a respeito da esposa do dono da Scientology, David Miscavige, amiga pessoal de Leah e que não é vista em público há 6 anos, e fez uma queixa por desaparecimento de pessoa no Departamento de Polícia de Los Angeles, CA.

Ex-Cientologista: Eu Sofri Lavagem Cerebral

Clique AQUI para abrir o índice dos posts mais importantes a respeito da organização criminosa chamada Cientologia (Quem foi seu fundador L. Ron Hubbard, O Grande Segredo da Cientologia, Operações Criminosas Conduzidas pela Organização)

No dia 8 de março de 2013, a BBC de Londres publicou no seu website uma entrevista com Jenna Miscavige Hill, terceira geração de uma das famílias mais fortemente associadas à seita. Ela fala sobre sua infância (seus pais entraram na seita quando ela tinha dois anos), a Sea-Org, manipulação, lavagem cerebral, o contrato de um bilhão de anos, de ter autorização para ver seus pais apenas uma vez por semana, a vida no Ranch (onde vivem os filhos dos executivos da seita), e outros assuntos que a Scientology e Dianética tentam esconder.

Apenas em inglês: http://www.bbc.co.uk/news/uk-21713420

Ex-seguidores contam segredos da cientologia

Fonte: Fantástico, Rede Globo (http://fantastico.globo.com)
Edição do dia 08/07/2012 – Atualizado em 09/07/2012 00h52

Ex-seguidores contam segredos da cientologia

Religião é conhecida por atrair super celebridades, como Tom Cruise, John Travolta e Juliette Lewis

O Fantástico fala sobre a separação de um dos casais mais famosos do mundo. Tom Cruise, 49 anos, e Katie Holmes, 33, anunciaram recentemente o fim de um casamento que parecia perfeito e durou cinco anos. Oficialmente, eles não revelaram os motivos, mas no centro da polêmica está a cientologia, uma religião misteriosa a que o casal pertence.

Uma reportagem especial da BBC de Londres mostra os bastidores dessa igreja e as pressões sofridas por quem tenta abandoná-la.

Uma religião conhecida por atrair super celebridades, como: Tom Cruise, John Travolta e Juliette Lewis. Notória pelos regimentos internos implacáveis- “a organização não deve cuidar de crianças ou bebês”, diz o ex-membro da cientologia Marc Headley- e métodos muito estranhos, como um detector de verdade.

Quando se casou com Cruise, Katie Holmes adotou a religião do marido. Mas com o tempo ela teria se cansado da disciplina imposta pela seita. Principalmente por causa da filha do casal, Suri, hoje com 6 anos. Segundo um escandaloso jornal inglês, Kate ficou aterrorizada porque Tom queria matricular Suri em uma escola controlada pela cientologia. A atriz não fez nenhuma declaração oficial a respeito.

Ela também se mostrou pouco à vontade para discutir a vida pessoal em entrevista inédita ao Fantástico. Foi no lançamento do filme “Cada um tem a gêmea que merece”, ao lado do comediante Adam Sandler. É por isso que ele também aparece nas imagens. A conversa aconteceu no México, no ano passado. Antes, portanto, do divórcio. Na época, Suri não ia à escola. Era educada em casa pelos pais.

O repórter perguntou por quanto tempo ela planejava manter esse esquema.

“Está funcionando bem”, ela respondeu, já emendando um “obrigado” e querendo encerrar a conversa.

Mas ele insistiu: até quando a Suri vai estudar em casa?

Muito reticente, ela diz: “Sabe, o jeito que eu… Sou mãe… Eu procuro ouvir o que minha filha quer, em vou em frente com isso.”

O repórter tentou mais uma pergunta sobre a filha: o que Kate acha de Suri, tão novinha, já ser super ligada em moda?

“Ah, eu acho empolgante”, disse Holmes.

Será que ela se separou para proteger a filha da cientologia? As especulações continuam, alimentadas pela obsessão dessa igreja por manter em segredo tudo o que acontece lá dentro. E também por seguidas denúncias de pessoas que pertenceram à religião, mas decidiram sair e contar tudo.

É isso o que mostra a reportagem especial, produzida pela respeitada BBC, de Londres, e exibida no Brasil com exclusividade pelo Fantástico (a reportagem não pode ser exibida no site por motivos contratuais).

O repórter da BBC está à espera de um homem que prometeu contar tudo o que sabe sobre a cientologia.

Mike Rinder foi da igreja por quase 50 anos. Chegou a um cargo importante, porta-voz oficial. Mas acabou saindo, e hoje é considerado um traidor.

“Esta casa foi de L. Ron Hubbard”, diz Rinder ao mostrar a residência.

L. Ron Hubbard era escritor de ficção científica. Foi ele que criou a cientologia. Para Hubbard, todos nós temos um espírito – chamado de thetan – que reencarna várias e várias vezes.
Essa é a versão oficial da cientologia. A não oficial, relatada por ex-membros, inclui outros detalhes, como a crença em Xenu, um ditador intergaláctico que teria deixado o espírito de ETs no nosso planeta. Mas a igreja nega que a figura de Xenu exista nos ensinamentos.

Em 2007, o repórter da BBC gravou um primeiro documentário sobre o tema, e viu que não era fácil. “Estamos sendo seguidos”, diz ele ao notar um carro preto atrás de seu veículo. “Estamos sendo seguidos de novo”, repete ao ver outro transporte o seguindo novamente.

Seriam representantes da cientologia? A igreja negou. A pressão foi crescendo. Acusado de distorcer informações nas entrevistas, o repórter finalmente explodiu. “Você não ouviu nem gravou toda a entrevista, está ouvindo? Você não estava lá”, grita ele com um homem.

Agora, três anos depois, Mike está fora da igreja, e livre para confessar: “você estava sendo seguido”, revela ao repórter.

Nos Estados Unidos, vigora a mesma política de vigilância. É lá que existe o maior número de adeptos da religião.

Marty Rathbun ficou na igreja por 27 anos. Trabalhava em um dos processos mais importantes, chamado de auditing, uma espécie de aconselhamento espiritual.

Tudo começa com um aparelho. “É bem simples, um medidor de resistência. Parece um detector de mentiras”, diz Rathbun. “Eu vou te beliscar, quero que você veja o que a agulha faz”, fala ao repórter. “Está vendo isso? Agora quero que você se lembre do momento do beliscão”, acrescenta.

“Minha mente se lembrou do beliscão e isso ficou registrado no aparelho”, aponta o repórter.

Na sessão com o aparelho, segundo os cientólogos, os fiéis descarregam sentimentos negativos. Passam a se sentir melhor.

Tudo é registrado por câmeras escondidas. É o que contam Marc e Claire, um casal que fez parte da elite da cientologia, responsável pela administração da igreja.

“Eu montei mais de cem salas que tinham duas câmeras e um microfone”, conta Marc Headley, ex-membro da cientologia.

Claire chegou a ver vídeos das sessões de Tom Cruise. Elas incluíam questões pessoais, coisas que Tom Cruise não gostaria que as pessoas soubessem.

Marc e Claire, que foram criados dentro da cientologia, viram a religião se voltar contra eles.

Os dois eram casados quando ela engravidou. Moravam no quartel general da seita, um local recluso na Califórnia. Lá, o regulamento é claro: funcionários não podem ter filhos.

Claire diz que teve que abortar duas vezes por causa disso. Frustrado, o casal abandonou a seita – e sofreu as consequências.

“No dia seguinte, a igreja chamou minha mãe, meu padrasto, meus irmãos e disse que eles não deveriam mais ter contato comigo”, conta Claire Headley, ex-membro da cientologia.

Marc e Claire agora têm dois filhos que nunca conheceram os avós. Mas igreja nega ter bloqueado a comunicação do casal com a família.

Mike viveu algo parecido. Depois de deixar a igreja, ele perdeu o contato com a ex-mulher e os filhos, que ainda estão lá. Quanto tenta ver alguém da família, recebe um não como resposta. Mike até continua recebendo visitas, mas não de amigos. Mike se tornou vítima da política de vigilância que ele mesmo ajudou a criar.

Apesar de tanta polêmica, a cientologia diz que continua crescendo e tem seguidores em 167 países – inclusive o Brasil.

“Nosso arquivo das pessoas que adquiriram os livros, nos temos ao redor de 20 mil pessoas”, contabiliza a porta-voz da cientologia no Brasil, Lúcia Winther.

Há três igrejas no país, todas na Grande São Paulo. Jorge Carlos Jucoski, fiel há oito anos, afirma que a religião o ajudou na vida pessoal e profissional.

“Sempre procurei respostas pras verdades essenciais da vida. Pra coisas assim, como de onde viemos, quem somos, essas coisas todas”, conta o membro da religião.

As respostas ele diz encontrar nos livros da cientologia, que lê todos os dias. Uma disciplina que Tom Cruise também segue, mas da qual Kate Holmes preferiu se afastar, levando junto a filha Suri.

Infográfico

Clique AQUI para abrir o índice dos posts mais importantes a respeito da organização criminosa autodenominada religião (O que é Cientologia, Dianética, Quem foi seu fundador L. Ron Hubbard, O Grande Segredo da Cientologia)

Infográfico feito pelo Term Life Insurance. O curioso é que utilizaram a nossa querida revista  Superinteressante como uma das referências.

cientologia

Infográfico

Dianética e Cientologia: até não te restar mais nada

Clique AQUI para abrir o índice dos posts mais importantes a respeito da organização criminosa chamada Cientologia (Quem foi seu fundador L. Ron Hubbard, O Grande Segredo da Cientologia, Operações Criminosas Conduzidas pela Organização)

Um filme sobre a Cientologia (Scientology) e Dianética (Dianetics) foi ao ar no dia 31 de março de 2.010, transmitida pelos canais de TV ARD (Alemanha) e ORF 2 (Áustria), atraindo cerca de 8,7 milhões de espectadores somente na Alemanha.

Bis nicht mehr bleibt“, que em tradução literal significa “até nada restar” ou “até que nada mais reste“, recebeu inicialmente um nome fictício para que a organização não descobrisse a produção pública sobre seus atos criminosos e assim acabasse ameaçando, processando ou assediando os produtores, atores e demais envolvidos durante as filmagens.

O longa metragem, baseado na história verídica de Heiner, Astrid von Rönn e sua filha, dentre outras, mostra a luta dramática do jovem protagonista Frank para se livrar das garras da organização e a perda de sua família para a Dianética e a Cientologia no decorrer de sua luta.

Heiner von Rönn

Heiner von Rönn

O filme, produzido pela Teamworx Produktion, foi o programa mais assistido naquela noite, superando com grande margem os programas dos demais canais, incluindo o tão esperado primeiro capítulo da nova temporada de “Grey´s Anatomy” e o filme “The Lake House” estrelado por Sandra Bullock.

A seita nada mais pode fazer além de chorar pelos cantos e alegar “perseguição religiosa”.

O diretor de programação da ARD, Volker Herres, respondeu as acusações da organização dizendo que “nós não estamos lidando com uma religião e sim uma simples organização que tem motivos muito diferentes (dos religiosos). A Cientologia (proprietária da Dianética) só se preocupa com poder, comércio e a expansão de sua rede“.

O screenwriter e diretor Niki Stein do filme disse que: “não existe um lado bom na Cientologia… nós pesquisamos.

A Telepool, com sede em Munich, irá coordenar a distribuição internacional do filme, que certamente irá gerar muito interesse no próximo MipTV, em Cannes.

Já estamos com a versão em High Definition, aguardando a legenda em inglês a tradução das legendas e adaptação já estão em andamento.

Four Corners – Cientologia, The Ex-Files

Clique AQUI para abrir o índice dos posts mais importantes a respeito da organização criminosa chamada Cientologia (Quem foi seu fundador L. Ron Hubbard, O Grande Segredo da Cientologia, Operações Criminosas Conduzidas pela Organização)

Four Corners, o programa investigativo mais antigo da Austrália (desde 1961), examinou a Cientologia, entrevistou Tommy Davis, ex-membros e analisou o lado negro da organização criminosa que controla a armadilha chamada Dianética.

O episódio foi batizado de “The Ex-Files” (Os Arquivos “Ex”), um trocadilho com o famoso seriado de TV de ficção científica “The X-Files” (O Arquivo X), e foi ao ar pela ABC1 (Australia Broadcasting Corporation), no dia 8 de março de 2.010, às 20:30 (horário nobre), sendo reprisado no dia seguinte, às 23:35.

O programa antecede uma votação no Senado aguardada para os próximos dias, liderada pelo senador Nick Xenophon, que pede a abertura de uma investigação a respeito da organização na Austrália.

O episódio foi dividido em 5 partes, que estão sendo traduzidas.

Dianética banida na Republica do Altai

Fonte: Interfax

2009-10-08 17:14:00

Cientologistas banidos na República do Altai

Moscou, 8 de outubro – A corte do distrito industrial de Barnaul atendeu a uma reclamação do Promotor Regional, que pediu o banimento do Centro de Dianética da cidade.

A reclamação foi formulada após o Serviço Federal de Registros e o escritório da Promotoria verificarem os trabalhos do Centro da Scientology de Barnaul.

“Os oficiais públicos encontraram graves violações a legislação vigente, incluindo atividades ditas religiosas como divulgação e ensino da religião da Scientology, desigualdade de direitos entre os membros em razão do sistema de doações que depende de quanto eles sabem a respeito dos ensinamentos de Lafayette Ron Hubbard e etc.,” relatou o Escritório Geral da Promotoria Russa em seu website.