Atriz Leah Remini, de “King of Queens”, abandona a seita da Scientology

Clique AQUI para abrir o índice dos posts mais importantes a respeito da organização criminosa chamada Cientologia (Quem foi seu fundador L. Ron Hubbard, O Grande Segredo da Cientologia, Operações Criminosas Conduzidas pela Organização)

Image

A atriz norte-americana Leah Remini abandona a seita da Scientology após anos de “interrogatórios” e “lavagem cerebral”, de acordo com suas próprias palavras.

Isso é importante para provar que nunca é tarde, mesmo para ela que já havia atingido o nível OT V.

Após sua saída, Leah Remini levantou novos questionamentos a respeito da esposa do dono da Scientology, David Miscavige, amiga pessoal de Leah e que não é vista em público há 6 anos, e fez uma queixa por desaparecimento de pessoa no Departamento de Polícia de Los Angeles, CA.

Ex-Cientologista: Eu Sofri Lavagem Cerebral

Clique AQUI para abrir o índice dos posts mais importantes a respeito da organização criminosa chamada Cientologia (Quem foi seu fundador L. Ron Hubbard, O Grande Segredo da Cientologia, Operações Criminosas Conduzidas pela Organização)

No dia 8 de março de 2013, a BBC de Londres publicou no seu website uma entrevista com Jenna Miscavige Hill, terceira geração de uma das famílias mais fortemente associadas à seita. Ela fala sobre sua infância (seus pais entraram na seita quando ela tinha dois anos), a Sea-Org, manipulação, lavagem cerebral, o contrato de um bilhão de anos, de ter autorização para ver seus pais apenas uma vez por semana, a vida no Ranch (onde vivem os filhos dos executivos da seita), e outros assuntos que a Scientology e Dianética tentam esconder.

Apenas em inglês: http://www.bbc.co.uk/news/uk-21713420

Contradição: Cientologia abriu exceção para Tom Cruise ver Suri

Clique AQUI para abrir o índice dos posts mais importantes a respeito da organização criminosa autodenominada religião (O que é Cientologia, Dianética, Quem foi seu fundador L. Ron Hubbard, Operações Criminais Conduzidas pela Organização)

Fonte Revista Veja

Cientologia abriu exceção para Tom Cruise ver Suri

Pelas regras da seita, o ator teria que cortar totalmente os laços com a filha e a ex-mulher, Katie Holmes, por elas terem deixado de ser membros da igreja

Tom Cruise leva Suri para a aula de ginástica (Donald Traill/AP)

Tom Cruise leva Suri para a aula de ginástica (Donald Traill/AP)

Os momentos que têm passado ao lado da filha Suri, após ter se divorciado de Katie Holmes, representam um privilégio para Tom Cruise. Como membro da cientologia, o ator teria que ter cortado totalmente o contato com Suri e a ex-mulher simplesmente por elas terem deixado de ser integrantes da seita com a separação.

Em entrevista ao site Radar Online, a ex-presidente do Celebrity Center (braço da igreja voltado a cooptar famosos) Nancy Many diz que a exceção concedida a Tom Cruise está provocando revolta entre os demais membros, que também desejam manter contato com familiares desligados da religião. “Por ter aderido a uma igreja católica logo depois do fim do casamento, Katie deixou bem clara sua rejeição à cientologia, o que é visto como uma afronta.”

O site também revela que fontes próximas a Cruise garantem que ele está repensando seu compromisso com a cientologia pelo estrago que a seita já provocou em seus relacionamentos.

As esquisitices da seita teriam sido o estopim do fim do casamento do ator com Katie Holmes, que tem tomado todas as medidas para impedir que Suri frequente escolas ligadas à cientologia.

Os filhos adotivos de Tom Cruise, no entanto, desconectaram-se de Katie Holmes, a quem chegaram a chamar de mãe.

Infográfico

Clique AQUI para abrir o índice dos posts mais importantes a respeito da organização criminosa autodenominada religião (O que é Cientologia, Dianética, Quem foi seu fundador L. Ron Hubbard, O Grande Segredo da Cientologia)

Infográfico feito pelo Term Life Insurance. O curioso é que utilizaram a nossa querida revista  Superinteressante como uma das referências.

cientologia

Infográfico

Dianética e Cientologia: até não te restar mais nada

Clique AQUI para abrir o índice dos posts mais importantes a respeito da organização criminosa chamada Cientologia (Quem foi seu fundador L. Ron Hubbard, O Grande Segredo da Cientologia, Operações Criminosas Conduzidas pela Organização)

Um filme sobre a Cientologia (Scientology) e Dianética (Dianetics) foi ao ar no dia 31 de março de 2.010, transmitida pelos canais de TV ARD (Alemanha) e ORF 2 (Áustria), atraindo cerca de 8,7 milhões de espectadores somente na Alemanha.

Bis nicht mehr bleibt“, que em tradução literal significa “até nada restar” ou “até que nada mais reste“, recebeu inicialmente um nome fictício para que a organização não descobrisse a produção pública sobre seus atos criminosos e assim acabasse ameaçando, processando ou assediando os produtores, atores e demais envolvidos durante as filmagens.

O longa metragem, baseado na história verídica de Heiner, Astrid von Rönn e sua filha, dentre outras, mostra a luta dramática do jovem protagonista Frank para se livrar das garras da organização e a perda de sua família para a Dianética e a Cientologia no decorrer de sua luta.

Heiner von Rönn

Heiner von Rönn

O filme, produzido pela Teamworx Produktion, foi o programa mais assistido naquela noite, superando com grande margem os programas dos demais canais, incluindo o tão esperado primeiro capítulo da nova temporada de “Grey´s Anatomy” e o filme “The Lake House” estrelado por Sandra Bullock.

A seita nada mais pode fazer além de chorar pelos cantos e alegar “perseguição religiosa”.

O diretor de programação da ARD, Volker Herres, respondeu as acusações da organização dizendo que “nós não estamos lidando com uma religião e sim uma simples organização que tem motivos muito diferentes (dos religiosos). A Cientologia (proprietária da Dianética) só se preocupa com poder, comércio e a expansão de sua rede“.

O screenwriter e diretor Niki Stein do filme disse que: “não existe um lado bom na Cientologia… nós pesquisamos.

A Telepool, com sede em Munich, irá coordenar a distribuição internacional do filme, que certamente irá gerar muito interesse no próximo MipTV, em Cannes.

Já estamos com a versão em High Definition, aguardando a legenda em inglês a tradução das legendas e adaptação já estão em andamento.

Igreja da Scientology desafia Instituto Médico Legal em caso de Suicídio

Fonte: The Australian
Sarah Elks | 23 de Outubro, 2009

A Igreja da Scientology recusou-se a entregar documentos exigidos pelo Instituto Médico Legal australiano que está investigando a morte de um soldado que cometeu suicídio dois dias após concluir um dos cursos intensivos da Scientology.

Na data de ontem, descobriu-se que a sede norte-americana da Scientology mandou sua filial australiana encaminhar o “arquivo de audição” para os Estados Unidos — que fica fora da jurisdição do instituto médico legal — antes da emissão dos mandados de busca.

Edward Alexander McBride foi encontrado eletrocutado e enforcado (a causa da morte foi a eletrocussão) na estação Energex, no Parque Everton, Brisbane, Austrália, no dia 7 de fevereiro de 2007. O soldado, que estava lotado no quartel Enoggera de Brisbane, estava de folga naquela época e atendendo a cursos integrais da Scientology por aproximadamente um mês.

Um inquérito sobre sua morte descobriu que ele era considerado solitário e constantemente provocado pelos seus colegas de farda, porém isso não teria gravidade suficiente para levar McBride a tomar uma decisão de suicidar-se.

McBride pagou AU$ 25.000,00 pelos cursos e concluiu o último dois dias antes de sua morte.

No inquérito interno apresentado na semana passada, o médico legal John Lock disse que foi naquele momento (conclusão de seus cursos) que “algo estranho aconteceu”.

O Dr. Lock informou os pedidos feitos por ele e pela Polícia a Scientology para ter acesso ao arquivo de audição de McBride foram infrutíferos.

“Arquivos de audição e ética que poderiam ter registrado informações pessoais… apesar dos pedidos formais, não foi apresentado no inquérito,” escreveu Dr. Lock, observando que as ações da filial australiana em transferir o arquivo não foi ilegal pois foi feito antes da emissão dos mandados.

“O Sr. McBride mudou de atitude em algum momento após a tarde de 5 de fevereiro de 2007, e esses arquivos podem muito bem ter alguma informação que ajudaria no inquérito para determinar o que aconteceu,” disse ele.

O Dr. Lock disse que as autoridades da Scientology na Australia aparentavam seguir ordens do quartel-general nos Estados Unidos. “Essas atitudes demonstram uma clara interferência por decisão deliberada (da Scientology norte-americana) em não apresentar o arquivo de audição”, ele disse.

Nos dias que antecederam a morte de McBride, membros da igreja tentaram contactá-lo repetidamente em seu telefone celular, e mandaram mensagens de texto e de voz mencionando uma “audição” e “LHR” — uma referência ao fundador da Scientology L. Ron Hubbard.

O médico legal disse que aparentemente McBride havia expressado sua vontade em dar um tempo até que ele recuperasse apenas interações positivas com a Scientology. “Ficou claro para mim que aquele grau de pressão e o montante de contatos por parte de membros da Scientology durante aqueles dias são indicativos de que alguma coisa a mais além de simples preocupações em concluir um processo administrativo ao final de seus cursos,”, disse o Dr. Lock.

A porta-voz da Scientology na Austrália, Vicki Dunstan disse que o arquivo de audição foi encaminhado para a “igreja mãe” nos Estados Unidos antes da filial australiana receber um pedido do médico legal, mas informa que o arquivo não esclarece o estado mental de McBride ou o que o levou a suicidar-se.

O médico legal informa que o suicídio de McBride não era “razoavelmente previsível” para sua família, para a Força de Defesa Australiana ou pelos membros da Scientology.

Tommy Gorman

Clique AQUI para saber o que é a cientologia ou AQUI para ir ao índice de posts recomendados pelo blog.

Scientology’s Antagonists

An ex-Scientologist and an army of online pranksters attempt to bring down the controversial religion.

By Lauren Smiley
Published on August 12, 2008 at 12:31pm

Esta matéria foi traduzida da forma mais fiel o possível. Algumas alterações foram necessárias para melhor compreensão em português.

Tommy Gorman

Tommy Gorman

Talvez seja sua camiseta preta com as palavras “Scientology Mata” escrita em vermelho sangue. Ou talvez seu corte de cabelo estilo militar, ou seu nariz deformado em 45 graus após levar muitos socos. Talvez seja o fone de ouvido ou a câmera presa a sua mão para filmar confrontos. Não importa a razão, quando Tommy Gorman manda alguém sair de casa para conversar com ele, as pessoas duvidam que seja para um bate-papo civilizado.

Gorman colocou o presidente da Church of Scientology de São Francisco – EUA, Jeff Quiros, em sua lista negra cerca de sete anos atrás. O sentimento é mútuo. “Eu não desejo o melhor para Tommy Gorman,”, diz Quiros. “Ele é um mentiroso criminoso, e eu espero que ele acabe na cadeia pelas coisas que fez.” Quiros não aceitou o convite de Gorman para um bate-papo naquela tarde de julho (2008), e Gorman classificou-o de covarde.

Continuar a ler