Village Voice – Correndo Amedrontado

Clique AQUI para abrir o índice dos posts mais importantes a respeito da organização criminosa autodenominada religião (O que é Cientologia, Dianética, Quem foi seu fundador L. Ron Hubbard, O Grande Segredo da Cientologia)

Fundado em 1955 por Dan Wolf, Ed Fancher e Norman Mailer, o Village Voice foi o primeiro e maior semanário independente dos Estados Unidos, caracterizado por reportagens sem barreiras e altamente crítico.

Vencedor de três prêmios Pulitzer, do prêmio da National Press Foundation, George Polk Award, Front Page Award, Deadline Club Awards e muitos outros, o Voice ganhou reputação por suas investigações impactantes no cenário político e cultural de Nova York.

Seu website foi vencedor do prêmio de Jornalismo Online da National Press Foundation e do prêmio de Melhor Jornal Semanal Online do Editor and Publisher EPpy.

O Village Voice tem sido um dos críticos mais fortes da seita da Scientology nos Estados Unidos, e nos últimos tempos têm se destacado ao dar voz à celebridade dissidente da Scientology, Jason Beghe, que surge no cenário como um poderoso crítico da seita.

O Editor da Village Voice, Tony Ortega, escreveu uma interessante reflexão a respeito da recente entrevista do porta-voz e marionete nas poucas horas vagas Tommy Davies à rede CNN, e das recentes declarações públicas do ator Jason Beghe a respeito do lado negro da Scientology.

Leia a entrevista, em inglês clicando aqui.

CORRENDO AMEDRONTADO

Por Tony Ortega
16 de maio de 2008

Se você assistiu Tommy Davies na CNN, semana passada, você sabe que a Scientology não é muito adepta a relações públicas.

Lembrei-me disto, agora que estou recordando como era escrever sobre coisas sobre o Hubbard antigamente e enquanto escrevo inúmeras histórias sobre Jason Beghe. Ontem eu tive notícias da porta-voz da Scientology em Los Angeles, Karin Pouw, minha velha amiga, que notou que eu voltei a escrever sobre a Scientology.

Está tudo bem na Scientology… tudo sob controle!

ex porta-voz do Governo de Sadam Hussein e atual da Scientology

Karin Pouw e eu temos uma longa história. Quando eu estava escrevendo sobre a Scientology para um jornal de Los Angeles, oito anos atrás, ela convidou meus editores para almoçarem no Celebrity Centre, com a esperança de que pudesse convencê-los a parar de publicar as histórias. Entretanto, na última hora um dos editores não pôde ir, então o outro editor me levou em seu lugar.

Karin Pouw não ficou muito feliz com isso. Mas tivemos um agradável almoço no Centre, que é realmente elegante.

Eu aproveitei a oportunidade para fazer algumas perguntas à Pouw. Foi ela que me disse uma coisa que eu nunca havia ouvido antes: apenas 10 porcento dos scientologists alcançam o nível OT III. Aquilo me desnorteou. Desde então eu sempre destaco isso: que a grande maioria dos scientologists não tem a mínima idéia de que, eventualmente, tomarão conhecimento da história maluca de ‘Xenu’ e que o verdadeiro objetivo da audição é remover ‘body thetans’, algo como espíritos alienígenas, de seus corpos. E a preços incrívelmente altos.

Mas Pouw disse algo ainda mais extraordinário no almoço. Alguns scientologists, como John Travolta, alegam que uma pessoa pode ser cristã e ainda assim ser scientologist. Eu perguntei: ‘mas Hubbard não escreveu em sua história sobre Xenu que Jesus foi na verdade uma programação inserida em nossa psiquê?’ Então como seria possível um scientologist também ser cristão se Hubbard disse que Jesus foi apenas uma invenção da imaginação?

Bem, vocês podem imaginar que a coisa esquentou no momento, e Pouw estava visivelmente brava por eu tê-la desafiado em seu próprio território. Mas em seguida ele explodiu: ‘E daí que nós achamos que Jesus é uma invenção da imaginação? E daí’?

Que momento! Aquilo não era alguma coisa que se veria em brochuras da scientology tão breve.

Vocês podem imagina o prazer que foi ouvir Karin ontem, que ligou porque havia notado em nosso blog o item sobre Jason Beghe e Tommy Davies.

O que se seguiu, no entanto, foi o tipo de conversa tão divertida quanto uma visita ao proctologista. O que você planeja escrever? Vai sair na prensa ou só na web? Alguma vez você escreveu algo positivo sobre a igreja? Você alguma vez falou com alguém que ainda está dentro da igreja?

Eu tentei explicar que sempre que um repórter quer falar com um scientologist ativo, eles são cuidadosamente ‘herded’ – ‘handled’ na língua deles – assim o repórter falará com um porta-voz, que nunca responde a nenhuma pergunta de verdade. E que, a propósito, a tentativa de visita de um repórter do Village Voice à org de Nova York havia sido recusada. E sobre escrever coisas positivas a respeito de uma organização que têm aparecido repetidamente como um sendo golpe que se aproveita de pessoas fragilizadas, em processo judicial após processo judicial?

Bem, eu disse à Karin que fazer aquela pergunta seria como me perguntar por quê eu não tenho escrito nada positivo sobre a Máfia.

Ele não pareceu ter gostado muito daquilo.

Eu disse à ela que eu adoraria ouvir sua opinião a respeito de Jason Beghe, que está fazendo grande publicidade denunciando a scientology após 12 anos como um de seus troféus-celebridades.

Ela disse que iria me mandar um e-mail com alguma coisa.

Clique AQUI para abrir o índice dos posts mais importantes a respeito da organização criminosa autodenominada religião (O que é Cientologia, Dianética, Quem foi seu fundador L. Ron Hubbard, O Grande Segredo da Cientologia)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s